NO AR
AGORA




Esporte 12/03/18 | 08:58:18
Fonte/Autor: Marciel - Foto: Gilian Olivo
diminuir o tamanho do texto aumentar o tamanho do texto
  • Clima de libertadores e vaga na final para o Anta Gorda
  • Empate garantiu vaga na final para o time de Videira

Um jogo com cara de libertadores, assim foi Tabajara e Anta Gorda na tarde de domingo no campo do Clube do Carlinhos em Tangará. Torcida barulhenta e participativa, equipes nervosas e jogo pegado, cada centímetro de campo foi disputado como um prato de comida, e a torcida presente gostou do que assistiu.

Logo no primeiro minuto o Tabajara descontou a vantagem em cobrança de pênalti, Michel bateu e fez 1 a 0, na comemoração restaram 3 cartões amarelos, ao todo durante o jogo foram 12 amarelos e 4 expulsões. Aos 5 minutos, Igor salvou em cima da linha, a partir daí o time de Videira colocou os nervos no lugar e passou a atacar o adversário também, foi em um desses ataques que Pablinho de grande atuação empatou o jogo, ainda no primeiro tempo Malásia (o cara do jogo), marcou um golaço e virou o placar, mas Eduardo ainda na primeita etapa empatou o jogo.

O segundo tempo foi de muitas oportunidades, inclusive um pênalti desperdiçado por Malásia, e o placar não se alterou mais, 2 a 2 e vaga na final para o time da Associação Atlética Anta Gorda que irá enfrentar o Frei Bruno de Joaçaba na grande final.