NO AR
AGORA




Geral 13/02/18 | 08:43:01
Fonte/Autor: Publicado por Endrio Francescon - Foto: Rádio Caçanjurê
diminuir o tamanho do texto aumentar o tamanho do texto
  • Filho reencontra mãe após 21 anos em Caçador
  • O rapaz ligou para a Rádio Caçanjurê para pedir ajuda na localização da família

A equipe do Programa Boa Tarde Cidadão, através de Gilvano Genuíno, Rita Martini e Demétrio Santos da Rádio Caçanjurê, foi procurada na quarta-feira, 7, por um filho desejoso pela realização de um sonho: reencontrar a mãe que há 21 anos não tinha contato.

A história que você passa a acompanhar parece fazer parte do roteiro de um filme, mas é real.

Era o ano de 1993, e uma adolescente de 12 anos se casava. Daquela união nasceram dois filhos, Janice e Jocimar dos Santos.

Jocimar conta que seu pai era alcoólatra, e com o passar do tempo começou bater na esposa. A situação segundo o que relata o filho se tornou insustentável, fato que a fez certa vez buscar auxílio na casa de vizinhos.

Certa ocasião após sua mãe ter saído para trabalhar, o pai de Jocimar que até então morava na cidade de Cambará-RS, se mudou para Ponte Serrada no Oeste do Estado, sem comunicar a esposa, levando os dois filhos. Desde então, Jocimar que na época tinha 3 anos e sua irmã Janice 5 anos, não tiveram mais notícias da mãe.

Conforme Jocimar, a medida que o tempo passava o desejo de reencontrar a mãe a cada dia aumentava mais. Durante algum tempo Jocimar a procurou e teve informações de que sua mãe, Marilene Felisbina da Silva, morava em Caçador. No momento que teve esta notícia, Jocimar ligou para a Rádio Caçanjurê, onde foi gravado seu depoimento.

O REENCONTRO

A matéria foi ao ar, e mais uma vez a comunidade que é parceira da Caçanjurê auxiliou para que este momento se tornasse marcante.

Na tarde desta segunda-feira, 12, a repórter Rita Martini, depois de ter localizado a mãe de Jocimar, proporcionou o reencontro emocionante, com um longo abraço, que não durou 21 anos, mas o sentimento fez com que esse tempo passasse como um estalar de dedos para cada um dos oito familiares. 

Com informações de Rádio Caçanjurê